Excelência na Gestão da Qualidade de Software: potencializando satisfação na entrega e mitigando falhas

Excelência na Gestão da Qualidade de Software: potencializando satisfação na entrega e mitigando falhas

Gestão da Qualidade de Software

Atualmente, presenciamos uma evolução da tecnologia onde é natural a presença de softwares em quaisquer departamentos e/ou negócios que rodeiam nossas vidas, como: comércio, indústria, mercadinhos de bairro, entre outros. Com isso, a garantia de funcionamento, segurança e estabilidade das soluções tecnológicas se tornou um pilar indeclinável para os processos de desenvolvimento de softwares.

A gestão da qualidade de software implica em uma abordagem multifacetada, abrangendo a análise, melhoria e validação da qualidade do software, tanto durante o seu desenvolvimento quanto após a sua entrega, durante os períodos de manutenção. Trata-se de uma busca incessante ao longo de todas as fases de desenvolvimento, com o objetivo de identificar qualquer ação que possa impactar negativamente o projeto, prejudicando sua capacidade de atender aos requisitos mínimos estabelecidos ou até mesmo resultando em insatisfação por parte dos usuários.

Nesse texto, dissertaremos sobre os enredos da gestão da qualidade de software através de práticas, culturas e formas de atingir um software de qualidade, seguro, moderno e com alto desempenho.

O que é Gestão da Qualidade de Software?

A gestão da qualidade de software é um conjunto de métodos voltados para implantação de processos e práticas visando garantir a qualidade do software a ser desenvolvido. Abrange desde a construção de requisitos até a entrega do produto final através de boas práticas de desenvolvimento, documentação, testes e manutenção de qualidade. A gestão de qualidade é decisiva e determinante para o desenvolvimento de software estável, seguro, usável e eficiente.

O objetivo principal desses processos de gestão de qualidade é a satisfação máxima do cliente em relação ao produto que foi oferecido, garantindo que suas expectativas sejam atendidas. Esse objetivo pode ser atingido com comunicação clara e efetiva entre o time que está responsável pelo software e o cliente interessado, além da compreensão total dos requisitos do sistema. 

É essencial que a análise de qualidade do software se faça presente em todas as etapas, até mesmo nas mais enraizadas, do desenvolvimento do produto. Isso faz com que não seja possível o surgimento de falhas durante as etapas e processos de criação.

O desenvolvimento de uma cultura de qualidade contínua é essencial no processo de estabelecer uma gestão de qualidade eficiente e eficaz. A responsabilidade de manter a qualidade se torna compartilhada entre todos os envolvidos. Isso forma uma jornada contínua, que envolve análises, avaliações, métricas e feedbacks, permitindo que todos contribuam para a entrega de qualidade.

Quais são os benefícios da Gestão da Qualidade de Software?

Com os avanços tecnológicos nos últimos anos, as empresas de tecnologia se mantém em uma corrida na busca por sair na frente. Sendo assim, a gestão de qualidade vem sendo um pilar para manter as empresas nessa corrida de forma estável e, também, como forma de se sobressair diante de empresas que se preocupam menos com esses processos.

Dentre os benefícios da gestão da qualidade de software estão principalmente a entrega de alta qualidade e alta satisfação dos clientes diante de um produto estável, confiável e que atenda suas expectativas.

Além disso, a manutenção e correção preventiva de riscos ou defeitos torna o controle de custos reduzido buscando um processo mais controlado, evitando retrabalhos e custos operacionais altíssimos, atingindo um software com qualidade e melhor aproveitamento de recursos. Ademais, a garantia de que não haverá falhas ou riscos consideráveis de defeitos no produto entregue ao cliente faz com que a reputação da organização seja elevada e mantenha a credibilidade passada no início do processo de comercialização.

Para mais, os processos de gestão de qualidade ajudam a manter eficiência durante o processo de desenvolvimento e reduzem o desperdício de tempo ou recursos. Com isso, os cronogramas se tornam mais preditivos, evitando surpresas ou atrasos durante as entregas.

Outro ponto importante é assegurar que o processo de desenvolvimento esteja em conformidade com as regulamentações das normas que abrangem o contexto de desenvolvimento. Nesse sentido, os métodos de gestão de qualidade oferecem um suporte significativo e garantem a conformidade com os requisitos de negócio.

Medindo a qualidade

Com base na ‘Árvore de Características de Qualidade de Software‘, desenvolvida por Boehm, Brown e Lipow em 1976, é possível medir a qualidade adaptando seus conceitos à evolução tecnológica recente. Isso envolve a definição de diversos níveis de qualidade, seguindo a estrutura de atributos de alto nível, subcaracterísticas intermediárias e sub características específicas:

Operação

CorreçãoGarantia de que não existam bugs e erros.
ConfiabilidadeConfiável e sem riscos/falhas.
EficiênciaAproveitamento de recursos para um software rápido sem lentidão.
IntegridadeGarantia de que os dados não sejam expostos.

Revisibilidade e Adaptabilidade

ManutenibilidadeFacilidade em manter, modificar e aprimorar.
FlexibilidadeFacilidade em criar, estender ou modificar recursos já existentes.
TestabilidadeGarantir a ausência de falhas ou quebras no software por meio de testes eficazes.
PortabilidadePossibilidade de mover ou executar o software em diferentes ambientes e dispositivos.
ReusabilidadeElementos do software construídos visando a reutilização em diferentes partes ou contextos.

Usabilidade

InteligibilidadeFacilidade de  entendimento do software e suas especificidades.
ApreensibilidadeAprendizado rápido do usuário.
AtratividadeConstrução de uma interface atrativa e fácil de usar para o usuário.

Integrabilidade

Capacidade de TesteConstrução eficiente e eficaz de teste.
Capacidade de RevisãoCapacidade de implementar práticas de revisão de código e de assegurar que o código seja compreensível por terceiros.

Algumas práticas comuns na Gestão da Qualidade de Software

O ponto inicial para traçar o caminho de desenvolvimento com qualidade é a construção de processos claros, documentações sobre código, tecnologias e arquitetura que irá ser utilizada, além de padronizações para cada entrega, versão e etapas de desenvolvimento.

Outro ponto essencial a ser considerado é a utilização do controle de versão para gerenciar as mudanças e implementações durante o desenvolvimento, assegurando assim a qualidade e aprovação de novas funcionalidades e versões. Além disso, o controle de versão possibilita o rastreamento das alterações e garante a capacidade de retroceder em situações críticas.

Utilização de metodologias ágeis para a implementação de planejamentos e retrospectivas pensando em identificar problemas, melhorias e medidas a serem tomadas para continuar traçando um caminho de qualidade. Além disso, a metodologia PDCA (Plan-Do-Check-Act) é uma potencializadora no processo de gerir a qualidade, pensando em planejamento, implementação de qualidade, análise de  riscos e ajustes nas  ações que devem ser tomadas durante as etapas para garantir as métricas de medição.

Além disso, boas práticas de desenvolvimento, como a criação de documentação de alto nível, a implementação de testes em diversos níveis para garantir a estabilidade e reduzir falhas, e a realização de revisões de código (code review) entre os membros da equipe de desenvolvimento, são cruciais e de extrema importância no percurso em direção a uma gestão de qualidade eficaz.

Quais são os principais desafios na Gestão da Qualidade de Software?

Os principais desafios na busca pela eficácia e efetividade na implementação da gestão de qualidade no desenvolvimento de software residem nas mudanças contínuas. Essas mudanças podem incluir variações de contexto, solicitações ou alterações constantes por parte dos clientes, bem como a rotatividade de membros na equipe de desenvolvimento, que pode afetar a busca pela qualidade, prejudicando a estabilidade dos processos e das equipes.

Um desafio constante é assegurar que a equipe siga um percurso de cultura de qualidade contínua, de modo que todos os membros estejam dedicados à qualidade das entregas e das etapas de desenvolvimento. Isso não só envolve o engajamento da equipe, mas também a garantia de que os processos de desenvolvimento da empresa estejam em conformidade. Isso torna o ambiente mais ágil e estável para a criação de novos produtos, atendendo às expectativas de qualidade tanto internamente quanto externamente.

Além disso, a complexidade do produto a ser desenvolvido pode representar um desafio crítico para a gestão de qualidade, pois a complexidade pode prolongar o ciclo de desenvolvimento e aumentar a probabilidade de erros. É essencial, portanto, criar testes robustos e eficazes para os componentes desenvolvidos.

Por fim, na corrida para entregar resultados, o prazo de entrega e a busca pela qualidade podem ir de encontro e se torna difícil encontrar um ponto de equilíbrio entre cumprir prazos e garantir qualidade. 

Conclusão – Excelência na Gestão da Qualidade de Software: potencializando satisfação na entrega e mitigando falhas

Em suma, os processos de gestão de qualidade são estratégias cruciais para assegurar que o software produzido esteja em conformidade com os mais altos padrões, promovendo a competitividade no mercado e garantindo estabilidade em todas as etapas de desenvolvimento.

Essa abordagem se alinha com a busca constante pela melhoria, fomenta uma cultura de qualidade entre todos os membros da equipe e enfatiza a importância da análise e validação em todas as fases do ciclo de vida do software.

Quem é a Aquarela Analytics?

A Aquarela Analytics é vencedora do Prêmio CNI de Inovação e referência nacional na aplicação de Inteligência Artificial corporativa na indústria e em grandes empresas. Por meio da plataforma Vorteris, da metodologia DCM e o Canvas Analítico (Download e-book gratuito), atende clientes importantes, como: Embraer (aeroespacial), Scania, Mercedes-Benz, Grupo Randon (automotivo), SolarBR Coca-Cola (varejo alimentício), Hospital das Clínicas (saúde), NTS-Brasil (óleo e gás), Auren, SPIC Brasil (energia), Telefônica Vivo (telecomunicações), dentre outros.

Acompanhe os novos conteúdos da Aquarela Analytics no Linkedin e assinando a nossa Newsletter mensal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend